O jornalista guanambiense Ari Donato lança seu segundo livro de ficção, a fábula “A Criação, não a Criatura”, durante a 5ª Semana Literária do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, em Salvador.

A promoção literária será na sede do Tribunal de Justiça, no Centro Administrativo da Bahia, de segunda a quinta-feira próximas (12 a 15), das 9 às 17 horas, com acesso livre.

“A Criação, não a Criatura” traz um viés kardecista, pelo qual o autor fala da existência de alma e de inteligência nos animais e chama a atenção do leitor para a sina de animais e aves, especialmente aqueles mais frágeis, mais desprotegidos, ante o predador.

Na apresentação do livro, o jornalista Carlos Navarro escreveu: “É admirável, portanto, a alegoria do autor e, também, o seu trabalho de pesquisa para embasar o que escreve. E assim, Ari adentra o universo de escritores que alimentaram a literatura com histórias de bichos.”

Carlos Navarro Filho chefiou por 30 anos a sucursal do jornal O Estado de São Paulo em Salvador, e é autor dos livros “Goroba” (contos), 2015; e “Boquira” (romance), 2018.

O primeiro livro de Ari Donato, a novela “Tropeiros, na trilha do amor”, foi lançado em 2016. Narra a aventura de tropeiros, em 1912, no transporte de cargas em lombo de burros, da vila de Beija-Flor, atual Guanambi, até Cachoeira, no Recôncavo baiano.

EM GUANAMBI – Ari Donato informou que pretendeu lançar “A Criação, não a Criatura” em Guanambi no mês do centenário, mas não conseguiu data no calendário dos festejos. “Talvez eu o faça em setembro, em parceria cultural com a Papelaria Globo”, disse.

A partir desta segunda-feira, no entanto, o livro “A Criação, não a Criatura” estará à venda, na Papelaria Globo, na Rua dos Expedicionários, e na Banca Multicultura, na Praça Gercino Coelho.

 

Fonte: ASCOM

Comente via Facebook!