Um vídeo compartilhado pelo presidente Jair Bolsonaro menciona a matança de baleias patrocinada pela Noruega. O vídeo, porém, utiliza imagens geradas pela ONG Sea Shepherd, que confirma, em suas redes sociais, que Bolsonaro usou imagens das Ilhas Faroé para atacar um outro país.

O vídeo postado por Bolsonaro diz que as imagens se referem a uma caça patrocinada pela Noruega em 29 de maio de 2019. Mas a ONG esclarece que as filmagens foram feitas nas Ilhas Faroé em 2017 e em 2018.

Antes de o presidente compartilhar o vídeo com a mensagem falsa no Twitter, vários de seus apoiadores já replicavam imagens do festival das Ilhas Faroé como se fossem na Noruega, embora o arquipélago pertença à Dinamarca.

Uma imagem publicada pelo escritor Alcione Giacomitti com a frase “Essa é a Noruega” chegou a quase 2 mil compartilhamentos. A foto, no entanto, foi feita em junho de 2012 pelo fotógrafo Andrija Ilic, da Reuters, também nas Ilhas Faroé.

O post original, com a foto da Reuters, foi apagado, como apontam seguidores do próprio escritor.

Uma publicação muito semelhante, mas, desta vez, com imagens da TV estatal norueguesa NRK, foi feita por Giacomitti na última sexta-feira. Ela já chegou a mais de 7 mil compartilhamentos.

Print de post excluído — Foto: Reprodução

A imagem que ilustra esse outro post aparece aos 5 minutos e 50 segundos do documentário “A Batalha da Agonia”, da TV NRK. A obra trata do aumento da pesca de baleias no território norueguês nos últimos anos. Diferentemente das compartilhadas pelo presidente, essas imagens de fato foram gravadas na Noruega, onde a caça de baleias é permitida pelo governo.

Lançado em 2017, o documentário denuncia que 90% de todas as baleias minke mortas anualmente em águas norueguesas são fêmeas, e que “quase todas” estão grávidas. Também destaca que a cota de pesca permitida pelo governo passou de 199 a 999 baleias em um ano.

Dados da International Whaling Comission, porém, mostram que o número de baleias minke mortas na Noruega vêm caindo desde 2014. Em 2017, último ano com números disponíveis, foram 432.

Outra imagem fake

Uma outra foto, que impressiona pelo tom vivo de vermelho que o mar adquiriu por conta da morte das baleias, também foi compartilhada como se fosse na Noruega e faz parte do ritual das Ilhas Faroé. O fotógrafo Jan Egil Kristiansen, da Getty Images, registrou o chamado Guindadráp em 9 de outubro de 2004.

Imagem feita em outro país é atribuída à Noruega — Foto: Reprodução

Fonte: G1 – Fato ou Fake

Comente via Facebook!