No dia 15 de agosto de 2019, a página “Lugares que eu gostaria de ir”, no Facebook, publicou uma bela foto. Nela podíamos ver uma paisagem árida, mas com uma parte do solo repleta de flores. Sua legenda dizia que a foto havia sido tirada no deserto do Atacama, no Chile.

Confira a publicação abaixo:

A publicação viralizou e já obteve mais de 1.500 compartilhamentos. Contudo, será mesmo que a foto foi tirada no deserto do Atacama? Será possível que regiões desérticas possuam áreas repletas de flores? Descubra agora, aqui, no E-Farsas!

Verdadeiro ou Falso?

A foto não foi tirada no deserto do Atacama, no Chile, mas no deserto de Utah, nos Estados Unidos. Denominada “Parched Earth”, a foto pertence a fotógrafa norte-americana Emily Dickey. Ela é moradora da cidade de Salt Lake City, capital do Estado de Utah, e costuma registrar as belezas da região onde vive.

A foto pertence a fotógrada norte-americana Emily Dickey e foi tirada no deserto de Utah, nos Estados Unidos.

Eis a descrição da foto publicada no próprio site da fotógrafa:

Flores silvestres prosperando no árido deserto de Utah”

Segundo a página “Alt National Park & Forest Service“, no Facebook, a foto teria sido tirada em uma área próxima a MDRS (sigla em inglês para “Estação de Pesquisa do Deserto de Marte”), na cidade de Hanksville.

Para quem não conhece, a MDRS é segundo de quatro simuladores habitacionais planejados da superfície de Marte (ou estações de pesquisa de Marte) administrados e operados pela Mars Society, uma organização sem fins lucrativos dedicada ao encorajamento da exploração e colonização do planeta Marte.

Como Explicar Esse Fenômeno?

Chamado de “Desert Bloom” (“Florada do Deserto“, numa tradução livre), esse fenômeno climático ocorre em diversos desertos ao redor do mundo. Logo, não acontece somente no deserto de Utah. O fenômeno consiste no florescimento de uma grande variedade de flores durante o início da primavera, basicamente em anos em que a precipitação é excepcionalmente alta.

Foto tirada da região árida de Namaqualand, na África do Sul, em 2001.

O florescimento basicamente acontece quando esse nível incomum de precipitação atinge as sementes e os bulbos que estão em estado latente ou dormente. Isso faz com que germinem e floresçam. Tal fenômeno também é acompanhado pela proliferação de insetos, pássaros e pequenas espécies de lagartos.

Isso Também Ocorre no Deserto do Atacama?

Sim! No deserto do Atacama isso ocorre entre os meses de setembro e novembro nos anos, novamente e basicamente, em que a precipitação é excepcionalmente alta. Cabe destacar, que normalmente o deserto do Atacama recebe menos de 12 mm de chuva por ano, ou seja, geralmente é muito seco.

Por que insistimos em destacar “basicamente”? Porque o volume das chuvas é importante, mas não é tudo. É preciso ainda que aconteçam em intervalos regulares, nem muito fortes nem muito esparsas, e que as geadas não venham a interromper a germinação durante o inverno austral. Se essas condições forem reunidas, a “Florada do Deserto” pode durar durante todo o período de tempo mencionado.

Confira um vídeo publicado pela AFP Brasil, no YouTube, mostrando a ocorrência desse fenômeno em 2011:

Especificamente, no deserto do Atacama, esse fenômeno engloba mais de 200 espécies de flores. Portanto, é flor que não acaba mais! Se vocês fizerem uma rápida pesquisa no Google, encontrarão dezenas de blogs mostrando fotos desse fenômeno por lá. Vale muito a pena conferir, porque acaba sendo um oásis para os olhos diante de tanta correria do dia a dia.

Como sugestão, recomendamos o portal “Embarque na Viagem” e o blog “Fui, Gostei, Contei“.

Conclusão

A foto não foi tirada no deserto do Atacama, no Chile, mas no deserto de Utah, nos Estados Unidos. Denominada “Parched Earth”, a foto pertence a fotógrafa norte-americana Emily Dickey. Moradora da cidade de Salt Lake City, capital do Estado de Utah, Emily costuma registrar as belezas da região onde vive.

Chamado de “Desert Bloom” (“Florada do Deserto”, numa tradução livre), esse fenômeno ocorre em diversos desertos ao redor do mundo. Ele consiste no florescimento de uma grande variedade de flores durante o início da primavera, basicamente em anos que a precipitação é excepcionalmente alta. Embora a foto não tenha sido tirada no deserto do Atacama, tal fenômeno também ocorre por lá.

Comente via Facebook!