Dados do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação (MEC), apontam que em 2019 foram repassados a prefeituras de todo o país R$ 307,8 milhões para a construção de creches e pré-escolas e melhoria da infraestrutura da rede de educação infantil, o que representa 33% de queda na comparação com os R$ 457,9 milhões repassados pelo órgão do MEC aos municípios brasileiros em 2018.

Os repasses de 2019 foram os mais baixos dos últimos dez anos, segundo dados do FNDE obtidos com exclusividade pela GloboNews por meio da Lei de Acesso à Informação.

Procurados, o MEC e o FNDE não se manifestaram sobre o assunto.

Os números refletem uma queda expressiva nos repasses do Proinfância, Programa Nacional de Reestruturação e Aquisição de Equipamentos para a Rede Escolar Pública de Educação Infantil, de 2015 para cá, primeiro ano da recessão econômica que durou até o ano seguinte.

O diretor de Políticas Educacionais do Todos Pela Educação, Olavo Nogueira Filho, disse que quanto mais cedo se investir melhor é o retorno nos próximos anos e na vida futura das crianças.

“Quanto mais cedo esse investimento é feito, melhor é o retorno nos próximos anos e na vida futura de criança e jovem. Por isso, é um investimento tão importante e tão central e esse tema precisa estar no topo da agenda governamental do país”.

Obras paralisadas

Em todo o país, 830 obras em creches e pré-escolas feitas com repasses do FNDE estão paralisadas, de acordo com a última atualização do Sistema de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (Simec), um banco de dados mantido pelo FNDE.

Entre elas, 19 estão no estado de SP – quatro delas são em Guarulhos. Procurada, a prefeitura da cidade na região metropolitana de São Paulo disse estar em meio a um processo de licitação para a conclusão das obras.

Fonte: G1

Comente via Facebook!